Pix Saque e Pix Troco: como funcionarão?

A partir de 29 de novembro, o Pix oferecerá novas funcionalidades aos usuários: o Pix Saque e o Pix Troco.

Você e a sua empresa já utilizam o Pix? Que tal descobrir o que efetivamente essas novas funcionalidades oferecerão aos clientes e aos estabelecimentos comerciais? Continue a leitura e descubra a seguir!

Quais são as novas funcionalidades do Pix?

Antes de mais nada, vamos relembrar como funciona o Pix.

Esse sistema foi lançado em novembro de 2020 com o objetivo principal de tornar mais rápidas e baratas as transações financeiras no país. Antes desse sistema, dependíamos de DOCs e TEDs para transferências interbancárias que, além de terem custos, não podiam ser realizadas fora de dias úteis ou em determinados horários.

No próximo mês, serão lançadas duas novas funcionalidades do sistema Pix: o Pix Saque e o Pix Troco. Basicamente, essas funcionalidades visam reduzir a necessidade de os clientes utilizarem caixas eletrônicos. A seguir, entenda como funcionarão cada uma delas.

Pix Saque

O Pix Saque possibilitará ao cliente a retirada de dinheiro em espécie nos estabelecimentos que utilizam o sistema. Quando estiver em algum desses estabelecimentos, o usuário aponta a câmera do celular para um QR code ou aplicativo do lojista. Ao fazer isso, o valor do saque é transferido para o estabelecimento, e o cliente pode sacar o valor desejado.

Pix Troco

Já o Pix Troco será associado a uma transação comercial. Basicamente, o cliente chega no estabelecimento, paga ao lojista um valor maior do que o da compra e recebe o troco em dinheiro.

Quais os custos e os limites dessas transações?

Pessoas físicas e MEI (Microempreendedores Individuais) poderão fazer até oito transações gratuitas por mês. Acima disso, a instituição financeira poderá cobrar uma taxa, desde que não seja superior às taxas cobradas pelos saques tradicionais. Em relação a outros formatos jurídicos, os bancos podem tarifar segundo critérios próprios.

Quanto aos limites, nas duas modalidades os valores não podem exceder R$ 500 durante o dia e R$ 100 das 20h até às 6h do dia seguinte. Porém, cada estabelecimento terá a liberdade de definir limites mais baixos, conforme a sua conveniência. Inclusive, os estabelecimentos que utilizarem o Pix Saque e o Pix Troco podem definir, por conta própria, os horários nos quais disponibilizarão esses serviços ao público.

As empresas terão alguma vantagem com o Pix Saque e Pix Troco?

O estabelecimento comercial que oferecer as duas modalidades (também chamado de “agente de saque”) será remunerado pela instituição financeira. Segundo o Banco Central, essa remuneração ficará entre R$ 0,25 a R$ 0,95 por transação, e dependerá da negociação do agente de saque com cada banco.

Dessa forma, a taxa recebida dos bancos acaba sendo mais uma fonte de receita para a empresa. Isso sem contar que as novas funcionalidades do Pix podem trazer maior fluxo de clientes ao estabelecimento, principalmente em locais que não dispõem de muitas agências bancárias.

Se você quiser se beneficiar da receita adicional gerada por essas funcionalidades, precisará solicitá-las ao banco no qual sua empresa tem conta. Se você já tiver o Pix, é só realizar um ajuste no contrato para que possa oferecer o Pix Saque e Pix Troco.

Mas atenção: isso não significa que os estabelecimentos que já tenham o Pix sejam obrigados a oferecer as novas funcionalidades. Se, por algum motivo, você não desejar fazê-lo e quiser continuar só com o Pix, não haverá problema algum.

E então? Você está pensando em aderir às novas funcionalidades do Pix? Se tiver dúvidas ou desejar saber mais a respeito, deixe abaixo os seus comentários!

ATENDIMENTO
(21) 3433 7949
WHATSAPP
(21) 97666 2098
E-MAIL
clique aqui
Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos sites, você concorda com tal monitoramento.